Busca
Newsletter
 
 
 Notícias e Artigos
 Projetos
 Galerias
 Reservas no Brasil
 
   
   
   
PRODUTOS
PARTICIPE
APOIADORES
VISITE TAMBÉM

Artigos e Notícias

01.05.2008
MEDICINA
O ABC da ditadura global

Como uma lei aparentemente insignificante votada pelo Parlamento Europeu, para restringir a venda dos suplementos alimentares, conduzirá a uma ditadura global

Emma Holister

Para a maioria das pessoas, realmente não parece que é importante que o Parlamento Européu está cedendo às pressões das todo-poderosas indústrias farmaceuticas que estão fazendo uma tentativa agressiva de tomar posse do mercado dos suplementos alimentares e da medicina alternativa em geral reinvindicando que é necessário implantar medidas de controle de segurança.

Entretanto, quando nós damos uma olhada nos estudos de Ron Law sobre a segurança dos suplementos alimentares nós descobrimos os seguintes factos:

  1. “Os medicamentos fabricados, regulamentados, prescritos adequadamente e usados segundo as normas representam a quarta causa de mortes - mas isso não é revelado. (fonte, Jornal da Associação Médica Americana - entre 90.000 a 160.000 mortes a cada ano.) É como se houvesse um acidente com um Boeing 747 todo dia! Nos E.U.A, 46 pessoas morrem a cada dia somente com o uso da Aspirina.

    Os evitáveis erros médicos representam a sexta causa de mortes (fonte, CDC (Centros para Controle de Doenças/E.U.A. - entre 40,000 a 90,000). Na Austrália 9,000 pessoas morrem pelos evitáveis erros médicos a cada ano. (fonte, Jornal Médico Australiano). Ainda na Austrália, a cada ano, 50,000 pessoas são mutiladas pelos evitáveis erros médicos.(A.M.J.)“

  2. “É menos provável morrer por ter tomado um suplemento alimentar que por picadas de abelhas, ferimentos esportivos, mordidas de animais, andar a cavalo, gas Randon etc. etc.

Os suplementos alimentares tem o potencial de reduzir as mortes por cancer e doenças cardíacas em mais de 50% (os optimistas vão a mais de 75%)

É 26,000 vezes mais provável morrer por erros médicos ou por medicamentos regulamentados, prescritos e adequadamente usados que por suplementos alimentares.“

Convém ainda notar que o enorme aumento do número de mortes nos últimos anos por doenças cardíacas e cancer pode também ser ligada ao envenenamento ambiental provocado pelas indústrias agro-alimentares e pela distribuição de água que é responsável pela devastação da saúde pública e põem em risco a sobrevivência do planeta. Não precisa fazer uma grande pesquisa para descobrir que as perigosas quimicas em nossos alimentos e na água e as indústrias farmacéuticas são inteiramente ligadas umas com as outras.

Podemos constatar que a doença é um negócio extremamente lucrativo, o mais lucrativo negócio do mundo. Uma população doente é mais dócil, facilmente manipulável e um grande patrimônio econômico.

Qual é a ameaça para o monopólio longamente mantido pelas gigantes farmacéuticas? É aquela dos suplementos alimentares e terapias alternativas que não somente são provadas de serem seguras e eficazes em combater e prevenir doenças, são também mais baratas na maioria das vezes.

Quando uma pessoa é colocada às duras provas pela medicação quimica, cirurgias, e mais cirurgias, medicamentos e mais medicamentos e finalmente foi decretada sua sentença de morte pelos seus doutores, existem dois modos pelos quais esta pessoa poderia reagir:

  1. Aceita o diagnóstico de seus doutores e diz adeus aos seus amados, ou

  2. Questiona as autoridades médicas e procura as terapias alternativas.

Procurando um terapeuta alternativo a pessoa podera encontrar um dos seguintes:

  1. um terapeuta bem intencionado com um conhecimento insuficiente que não conseguirá curá-la.

  2. um charlatão (que beneficia as indústrias farmacéuticas com a destruição da confiança das pessoas na medicina alternativa).

  3. um grande terapeuta que os curará.

Quando, para sua surpresa, descobre que não somente existem centenas de efectivas terapias e curas sem efeitos colaterais mesmo para as mais sérias doenças como AIDS, mas que suas doenças provavelmente foram causadas pela instituição médica em primeiro lugar e que além disso, fez todo o possível para suprimir o conhecimento destas terapias eficazes, ela pode ter uma das seguintes reacções, ou todas as três:

  1. Alegria,

  2. Raiva,

  3. Se une ao movimento pela liberdade da saúde.

A pergunta que naturalmente surge é “porque tantas associações e politicos que se dizem empenhados a defender a medicina alternativa e os nossos direitos de escolha, e de serem contra os gigantes farmaceuticos ficam assim silenciosos, inacessíveis, indiferentes a propósito do problema de vital importancia que é proteger as pequenas empresas e os direitos humanos contra a legislação restrictiva da União Européia na venda dos suplementos?

Existem três possíveis razões:

  1. São Ignorantes,

  2. São pagos para manter as pessoas ignorantes,

  3. Seu sustento, e ou até mesmo suas vidas foram ameaçadas.

Quando ouvimos falar que a AIDS não é uma doença sexualmente transmissível mas que muito provavelmente é uma doença causada por vacinas e pelo envenenamento quimico ambiental, poderia nos surpreender, e nós poderíamos não acreditar.

Quando ouvimos falar que Linus Pauling, duas vezes vencedor do prêmio nóbel, disse que muitas pesquisas do cancer eram uma fraude, poderíamos ter tido uma das duas reacções:

  1. Concordamos com a maioria das pessoas nas instituições médicas, que diziam que o pobre e velho Linus Pauling tinha perdido a cabeça, ou

  2. Acreditamos nele,

Talvés, nós poderíamos pensar a nós mesmos, muitas das informações acima parecem um pouco exageradas e que seguramente as autoridades médicas, o nosso médico de familia, nossos farmacéuticos, seguramente essas pessoas tão bem educadas não poderiam todos terem sido enganados, ou pior ainda, estarem nos enganando. Entretanto, devemos considerar as seguintes coisas:

  1. As universidades médicas e revistas médicas servem aos interesses do cartel farmaceutico, que à sua vez é orientado ao lucro.

  2. Muitas informações e pesquisas em revistas médicas são financiadas pelas indústrias farmacéuticas sem mencionar o facto que cerca um terço do conteúdo destas revistas é muito frequentemente dedicado a publicidade de produtos farmacéuticos.

  3. Pessoas instruidas são também capazes de acreditar em mentiras, ou serem mentirosas,

  4. Nós podemos confiar em organizações de controle de segurança que exigem grandes somas de dinheiro por um selo de aprovação para a venda de produtos médicos para ter a saúde da nação como seu interesse principal? Ou é possível que eles estão fazendo grandes negócios e tem tanta integridade quanto a maioria dos vendedores de carros usados?

  5. Você confiaria a sua saúde a um vendedor de carros usados?

O mais importante é, quais são as coisas que impediriam uma pessoa de acreditar nas informações acima?

  1. Confiar cegamente nas autoridades médicas

  2. Alto consumo de água e alimentos insanos e contaminados e a dependencia aos produtos farmacéuticos

  3. Muita televisão.

Após ter lido as coisas acima voce poderia ter uma das seguintes reacções:

  1. Voce não acredita em nenhuma palavra e descarta tudo;

  2. Você decide que não existe nada que se possa fazer e vira as costas para o problema e diz adeus à humanidade e ao planeta;

  3. Você torna um participante activo do movimento global pela defesa e liberdade da saúde e começa a informar-se você mesmo, assinando petições em questão e a escrever cartas de protestos para seus governantes e políticos.


Candida Internacional - Emma Holister
http://www.candidainternational.org

Fonte: www.laleva.org

imprimir | voltar

   
 
2008 AIBRACON - Associação Italo-brasileira para a Conservação da Natureza. Alguns direitos reservados.
Desenvolvido por INFOCO